01

Balanço animador

Foram 78 dias de competição, com o empenho árduo dos envolvidos, mas o 43º Campeonato de Futebol Profissional da Primeira Divisão do Distrito Federal teve um desfecho conforme o esperado pelos amantes do esporte na capital do Brasil, com a grande final entre Sobradinho e Brasiliense, no último sábado (07), no Estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha. Ao término, vitória do Leão da Serra na inédita decisão por cobranças de pênaltis.

Ao todo, foram marcados 195 gols, que fizeram a alegria dos torcedores. Michel Platini, atacante do time campeão, foi o artilheiro com 11 gols marcados. Com 11 tentos sofridos, Ceilândia e Brasiliense tiveram a defesa menos vazada. Assim, como o melhor ataque foram das duas equipes também, com a anotação de 25 gols durante o torneio local.

O público total que compareceu nos estádios foi de 52.722. Desta quantidade, 31.558assistiram duelos durante a primeira fase e 21.164 na segunda, contabilizando uma média de 659 expectadores por confronto. Apenas duas partidas foram remarcadas, isso por causa das fortes chuvas que caíram nos horários dos confrontes entre Samambaia x Brasiliense (2ª rodada) e Paracatu x Luziânia (3ª rodada). Os demais jogos adiados foram previamente acertados, devido às participações de Brasiliense e Ceilândia nas competições de nível nacional (Copa do Brasil e Copa Verde).

Com a 11ª e 12ª colocação no campeonato, respectivamente, Paranoá e Samambaia sofreram a queda para a Segunda Divisão em 2019. Sobradinho e Brasiliense, campeão e vice, garantiram vagas na Copa Verde (caso haja), Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série D na próxima temporada. O Jacaré, por sua vez, ao lado de Ceilândia, tem a chance de subir para a Série C ainda este ano.

Para o presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF), Daniel Vasconcelos, o balanço da sua primeira competição como gestor da entidade, foi bastante positivo. “Graças a Deus consegui, juntamente com todos os funcionários da federação, além de todos os envolvidos, como os órgãos do Governo e empresas prestadoras de serviços e colaboradores, superamos as adversidades e realizamos um belo campeonato. Espero poder contribuir sempre para o crescimento do futebol da capital com a ajuda e o empenho de todos”, ponderou emocionado ao final da partida decisiva do Candangão 2018.

Correspondente internacional

Cada dia mais ganhando representatividade na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o presidente da FFDF, Daniel Vasconcelos, embarca nesta terça-feira (9), para uma nova tarefa, desta vez ainda maior. O mandatário do futebol no DF vai representar a entidade máxima do futebol no país no Congresso de Prestação de Contas da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Ascom FFDF